Lá, como aqui

“Se puderes olhar, vê. Se puderes ver, repara” José Saramago, in Ensaio sobre a Cegueira.

Lá, o presidente está se lixando com número de mortos e infectados pelo coronavírus. O importante é ser reeleito. Como aqui.

Lá, o presidente faz pouco caso do distanciamento social e do uso de máscaras. Aqui, um presidente que é contra o distanciamento, as máscaras e, agora, nem a vacina tem importância. 

Lá, como aqui, o presidente resolveu culpar os governadores e prefeitos pelas mortes. Aqui, um ministério da saúde sem ministro (general como interventor) 

Lá, o presidente culpa a mídia “de disseminar pânico ao fazer a cobertura da pandemia”. Como aqui.

Lá, o presidente divulgou, contrariando a ciência, que a cloroquina era o remédio contra o coronavírus. Aqui, o presidente continua a receitar o medicamento até para as emas do palácio.

Lá, o presidente acusou a China pelo vírus e criticou a Organização Mundial de Saúde (OMS). Aqui, filho e assessores do presidente reproduziram os ataques e não foram desautorizados pelo pai e patrão.

Lá, o primeiro lugar em número de infectados e mortos pela pandemia. Aqui, o segundo lugar.

Lá, o presidente defende lei e ordem quando pretos são espancados e assassinados pela força policial. Aqui, vista grossa para as milícias e pelos assassinatos de pretos e pobres. Lá, como aqui, o racismo e a criminalização pela cor.

O Haiti é aqui

Caetano Veloso

Quando você for convidado pra subir no adro
Da fundação casa de Jorge Amado
Pra ver do alto a fila de soldados, quase todos pretos
Dando porrada na nuca de malandros pretos
De ladrões mulatos e outros quase brancos
Tratados como pretos
Só pra mostrar aos outros quase pretos
(E são quase todos pretos)
Como é que pretos, pobres e mulatos
E quase brancos quase pretos de tão pobres são tratados
E não importa se os olhos do mundo inteiro
Possam estar por um momento voltados para o largo
Onde os escravos eram castigados
E hoje um batuque, um batuque
Com a pureza de meninos uniformizados de escola secundária
Em dia de parada
E a grandeza épica de um povo em formação
Nos atrai, nos deslumbra e estimula
Não importa nada:
Nem o traço do sobrado
Nem a lente do fantástico,
Nem o disco de Paul Simon
Ninguém, ninguém é cidadão
Se você for ver a festa do pelô, e se você não for
Pense no Haiti, reze pelo…
O Haiti é aqui
O Haiti não é aqui
E na TV se você vir um deputado em pânico mal dissimulado
Diante de qualquer, mas qualquer mesmo, qualquer, qualquer
Plano de educação que pareça fácil
Que pareça fácil e rápido
E vá representar uma ameaça de democratização
Do ensino de primeiro grau
E se esse mesmo deputado defender a adoção da pena capital
E o venerável cardeal disser que vê tanto espírito no feto
E nenhum no marginal
E se, ao furar o sinal, o velho sinal vermelho habitual
Notar um homem mijando na esquina da rua sobre um saco
Brilhante de lixo do Leblon
E ao ouvir o silêncio sorridente de São Paulo
Diante da chacina
111 presos indefesos, mas presos são quase todos pretos
Ou quase pretos, ou quase brancos quase pretos de tão pobres
E pobres são como podres e todos sabem como se tratam os pretos
E quando você for dar uma volta no Caribe
E quando for trepar sem camisinha
E apresentar sua participação inteligente no bloqueio a Cuba
Pense no Haiti, reze pelo
O Haiti é aqui
O Haiti não é aqui

“O Haiti é aqui”, letra de Caetano Veloso e música de Gilberto Gil, foi lançada em 1982 no álbum Tropicália 2. 

Lá, como aqui.

#

Publicado por blogdocondearthur

Publicitário, jornalista e escritor

Um comentário em “Lá, como aqui

  1. Boa lembrança dessa música de Caetano e Gil, Arthur, para encerrar esse texto comparando lá e aqui. Há diferença enorme entre os dois, mas no ponto de vista de crueldade, ignorância e insensatez, são gêmeos

    Curtido por 1 pessoa

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: