BRASIL x PORTUGAL: A VERDADE DOS DADOS

Carlos Vianna  Como sou primo e amigo do Conde Arthur Vianna Neto perguntei-lhe se podia publicar no seu bloque, cheio de bons artigos e leituras, um material que venho preparando sobre dados comparativos entre Brasil e Portugal, onde vivo há 32 anos.  Em muitos debates na Casa do Brasil de Lisboa, notei que a poucaContinuar lendo “BRASIL x PORTUGAL: A VERDADE DOS DADOS”

A simplicidade dos invasores de corpos

                                          Nelson Vaz – Imunologista Compartilho com todos a esperança de que as vacinas funcionem, mas não vejo essa solução com simplicidade. A atual pandemia foi prevista por vários cientistas que estudam vírus de animais silvestres que podem “transbordar” para os seres humanos, ocasionando as crises epidêmicas. Mas os vírus sempre estiveram em harmonia não sóContinuar lendo “A simplicidade dos invasores de corpos”

o inferno: fora daqui

beto vianna pois é, racismo é estrutural, e cobra sua parte no comportamento de todos nós, em especial dos brancos, pessoalmente beneficiados por não arcar com todas as suas consequências. ainda assim, vivemos um momento em que o recurso ao racismo explícito, dito pública e impunemente, inclusive por agentes públicos e celebridades, aprofunda o problema,Continuar lendo “o inferno: fora daqui”

Jus esperneandi*

No poderoso país localizado acima do Rio Grande, lá está um presidente derrotado nas últimas eleições fazendo birra. Mesmo sabendo que no dia 20 de janeiro próximo terá de cair fora da Casa Branca, o histriônico Trump continua soltando traques e demitindo quem se opõe à sua permanência. Como outro presidente que conhecemos bem, tambémContinuar lendo “Jus esperneandi*”

É preciso ser muito imbecil para ser contra uma vacina. Qualquer uma

O presidente Bolsonaro, discursando sobre o turismo no Brasil, comemorou a suspensão, pela Anvisa, dos testes da vacina Coronavac. A Agência Nacional de Vigilância Sanitária suspendeu os testes pela ocorrência de um “evento adverso grave” envolvendo um voluntário. Já sabemos que o “evento” não tem nada a ver com a vacina: o rapaz teria seContinuar lendo “É preciso ser muito imbecil para ser contra uma vacina. Qualquer uma”

A língua nos escritos do Carlos, do Caetano e do Beto

Outro dia coloquei à disposição dos leitores do Blog do Conde uma novela policial de autoria de um brasileiro, Carlos Vianna, que vive a 32 anos em Lisboa. A obra é excepcional e merece a nossa leitura atenta. Tanto pela bem elaborada trama como pelas denúncias do trabalho escravo nas colheitas agrícolas. Em sua obra,Continuar lendo “A língua nos escritos do Carlos, do Caetano e do Beto”

Exemplos a seguir e a evitar

Por mau exemplo e destempero, deixo apenas o codinome: Chihuahua do Trump. Estamos prestes a conhecer o novo presidente dos EUA. Se repetir a dose (cavalar), o hóspede do planalto continuará o cachorrinho “papai mandou” de sempre. Se vencer, como espero, o mais ou menos democrata, ele se travesti naquele cachorro que corre atrás doContinuar lendo “Exemplos a seguir e a evitar”

Uma Questão de Justiça

Com texto completo, um romance policial de Carlos Vianna. O autor, brasileiro, vive há 32 anos em Portugal, é co-fundador e ex-presidente da Casa do Brasil de Lisboa e representante da comunidade brasileira no CM – Conselho de Migrações.  O livro contém modismos regionais e expressões da língua portuguesa falada em Portugal. Para ler ouContinuar lendo “Uma Questão de Justiça”

Livro de Graça na Praça

Clique na imagem da capa do “O Boi Zebu e as Formiga” para ler ou baixar a edição comemorativa dos 18 anos do projeto Livro de Graça na Praça. Este ano, infelizmente, não deu para realizar o evento em praça pública. Nos últimos 17 anos, o projeto idealizado e coordenado pelo professor José Mauro daContinuar lendo “Livro de Graça na Praça”

A Revolta da Vacina

Podemos dizer que, tecnicamente, o atual presidente do Brasil foi eleito  democraticamente. No segundo turno, ele conquistou 57,7 milhões de votos, cerca de 10 milhões a mais do que seu concorrente, Fernando Haddad. Ao tomar posse, ele fez, como determina a Constituição, o seguinte juramento: “Manter, defender e cumprir a Constituição, observar as leis, promover oContinuar lendo “A Revolta da Vacina”

Uma família sonante

Tudo indica que foi durante a dinastia Tang (619 a 907 d.C.) que os chineses inventaram e passaram a utilizar o papel-moeda em suas transações comerciais. No século XIII, o navegador veneziano Marco Polo registrou o curioso sistema monetário que ele encontrou na China. A Europa só veio adotar as cédulas de dinheiro no séculoContinuar lendo “Uma família sonante”

Fica o dito pelo dito

Tem gente que gosta de um bom ditado. Eu também. Nos contos que publiquei nas antologias do Livro de Graça na Praça, eu sempre iniciava com um dito popular. Alguns curiosos, como o ibérico “Cada um é como cada qual”. Em certo conto, inclui uma citação do jurista, político, filósofo e humanista francês do séculoContinuar lendo “Fica o dito pelo dito”

Depois de latir, virou galinha-verde?

Nesta quinta-feira, em discurso durante a inauguração da primeira fase do Sistema Adutor do Pajeú, em São José do Egito (PE), o presidente Bolsonaro pediu para o brasileiro votar em prefeitos e vereadores que tenham Deus no coração. Como quem fala demais dá bom dia a cavalo, Bolsonaro declarou que “Deus foi tão abençoado queContinuar lendo “Depois de latir, virou galinha-verde?”

Ailton Krenak, Intelectual do Ano

Um dos momentos mais marcantes da Assembleia Nacional Constituinte (1987-1988), ocorreu em 4 de setembro de 1987. Naquele dia, com vários temas em pauta, o plenário estava cheio e os embates eram acalorados. Em dado momento, sobe à tribuna um jovem de 34 anos, trajando terno branco e gravata. Já nas suas primeiras palavras, cessaContinuar lendo “Ailton Krenak, Intelectual do Ano”

O pior entre os piores

Uma coisa é o governo bolsonaro. Suas ações variam de acordo com cada integrante ou patente. Diversionista, engana quem gosta com um rosário de declarações absurdas. Entreguista, destrói a economia nacional e submete a nação ao jugo dos interesses de potências e empresas estrangeiras. Fascistóide, embarca nos modelos atrasados contra a ciência e as instituiçõesContinuar lendo “O pior entre os piores”

Agro é tech. Agro é pop. Agro é tudo. Será mesmo?

Campanhas milionárias do agronegócio são divulgadas pela grande mídia. Em especial na rede globo, cujos proprietários são grandes produtores rurais. Imagens mostram plantações e colheitas com máquinas fantásticas e cortam para os produtos nos supermercados. O telespectador pouco informado não tem como duvidar: é uma maravilha, o que seríamos de nós sem o agronegócio.  ÉContinuar lendo “Agro é tech. Agro é pop. Agro é tudo. Será mesmo?”

Livro de Graça na Praça 2020

Como previsto, o nosso evento, com a distribuição dos livros na Praça de Santa Tereza, foi adiado. Esperamos que o lançamento da obra “O Boi Zebú e as Formiga”, em comemoração ao décimo-oitavo aniversário do Livro de Graça na Praça, possa acontecer em meados de outubro ou novembro. Em breve, o livro será disponibilizado noContinuar lendo “Livro de Graça na Praça 2020”